quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Um líder de sucesso


Silvio Fernandes

Neste post tratamos das 14 qualidades importantes para que sejamos um líder de sucesso e um profissional de sucesso. O material foi extraído da minha palestra "Qualidade de Uma Pessoa de Sucesso".

Tenha uma super VISÃO

Descubra sua essência como ser humano. Você possui uma habilidade natural, um dom natural para exercer uma profissão que é a razão de sua existência, você foi criado para dar um determinado fruto,não queira dar outro fruto que não seja o seu.
  • Ter uma Visão Específica do que quer.
  • Ter uma Visão Clara da sua vida pessoal e profissional.
  • Ter uma Visão Definida de longo prazo.
  • Enxergar Mais e Além de todos.

Seja BOM no que FAZ

Muitas vezes trabalhamos em coisas que não gostamos e por esse motivo não mostramos como somos bonsNossa produtividade e qualidade fica comprometida, quando não gostamos do que fazemos, ou até mesmo das pessoas com quem trabalhamos. Domine seus sentimentos, esforce-se para gostar do que faz e das pessoas com quem convive. Uma pessoa forte domina seu sentimento, assim terá domínio sobre toda sua vida e circunstância.
  • Gostar de Fazer o que faz.
  • Ser Profissional no que faz.
  • Buscar a Excelência no que faz.
  • Fazer diferente para fazer a diferença.

Seja COMPROMETIDO

Uma das coisas mais escassas na vida são pessoas comprometidas. Para sermos comprometidos com algo devemos ter uma autonegação, ter um foco maior no bem maior e viver em prol da missão ou do propósito apresentado. Estar compromissado é estar dentro da mesma missão apresentada.Como que teremos sucesso se caminhamos em sentido oposto a missão apresentada?
  • Comprometido com Seus Princípios.
  • Comprometido com Seus Propósitos.
  • Comprometido com Sua Equipe.
  • Comprometido com Sua Família.

Seja AGENTE DE MUDANÇAS

A maioria das pessoas não gosta de mudanças porque ela interfere no "status quo", a mudança em si gera muito medo, o medo trava qualquer crescimento e é assassino da criatividade, quando entendemos que mudanças são boas começamos a viver sem medo. Tem uma frase no livro "Quem mexeu no meu queijo" que gosto muito que é: "o que você faria se não tivesse medo?"
  • Gosta de Desafios.
  • Vibra com as Mudanças.
  • Busca Sempre Novidades na Vida.
  • Não Gosta de Ficar na Zona de Conforto.

Seja CRIATIVO

Curiosamente buscamos e desejamos que as pessoas que trabalhem conosco sejam criativas, porém o tempo todo oprimimos a criatividade, sempre que alguém tem uma atitude diferente do ‘padrão',criticamos, rejeitamos e até mesmo punimos. Matamos a criatividade nos filhos quando criticamos um desenho que não tenha ficado tão bom e no futuro queremos que ele seja um bom desenhista.
  • Gosta de Aplicar e Desenvolver a Criatividade.
  • Buscar Novas Formas de fazer as Velhas Coisas.
  • Fuja da Mesmice.
  • Fuja da Média.

Seja VERSÁTIL

Devemos ser muito bom em alguma coisa, mas precisamos saber muitas outras. Saber o que as pessoas que estão ao nosso redor sabem, saber até o que o chefe sabe, quem quer ser sucesso deve saber como as coisas acontecem em sua volta.
  • Desenvolva várias habilidades.
  • Treine seus conhecimentos.
  • Busque entender o que acontece ao seu redor.

Seja EFICAZ

Somos contratados para executar um determinado tipo de serviço, quando fazemos o que devemos fazer somos eficazes, somente poderemos requerer alguma melhoria se fizermos nossa parte.
  • Produz o Efeito Desejado.
  • Faz com Dedicação.
  • Faz o que Deve Ser Feito.
  • Faz Com Qualidade.

Seja EFICIENTE

Para sermos eficientes, devemos fazer mais do que a obrigação, devemos transpassar a obrigatoriedade e fazer com o coração, atender as necessidades das pessoas sem essas pedirem. É criar momentos inesperados, é levar uma flor para a mamãe sem ser dia especial, é levar um bombom para a esposa simplesmente por levar, na tentativa de agradar, sem buscar a troca. Surpreender!
  • Fazer Além.
  • Fazer Mais que a Obrigação.
  • Fazer a Diferença.
  • Fazer com o Coração

Seja MOTIVADO

A motivação é pessoal, podemos buscar coisas que nos inspirem, mas a motivação é própria, ninguém motiva ninguém, motivação é o motivo que faz com que você faça algo.
  • Acordar todos os dias para Vencer
  • Encarar os Desafios como Metas a serem Atingidas
  • Aprender com todas as Coisas e Circunstâncias

Seja PERSISTENTE

Muitas pessoas chegam perto de alcançar o sucesso, mas desistem faltando alguns metros. Como garimpeiro, que nunca desiste de cavar, seja persistente. Pode ser que aquela pepita esteja no próximo metro.
  • Existem muitos degraus para o sucesso, mas uma só chave abre a porta.
  • Acredita que para tudo tem um jeito.
  • Acredita em Si mesmo.

Seja FAMINTO por INFORMAÇÕES

Quando paramos de aprender paramos de viver, o ser humano só é produtivo quando sonha e só sonha quando tem informação, busque a informação, não espere que ela venha até você.
  • Sobre o ramo que atua
  • Sobre as novidades
  • Sobre como crescer
  • Sobre administração e negócios

Desenvolva uma MARCA FORTE

Todos nós despertamos bons ou maus sentimentos, isso ocorre devido a nossa marca, as pessoas veem mais o que fazemos que ouvem o que falamos, assim nossa marca pode agregar ou repelir pessoas.
  • A Marca desperta Emoções
  • A Marca é sua Identidade no comércio
  • A Marca Vende para você
  • O que a sua Marca tem demonstrado?

Goste de CONQUISTAR PESSOAS

Não há nada que possamos fazer que não tenha pessoas envolvidas, sempre teremos os clientes externos ou internos na nossa área de atuação, buscar satisfazer suas necessidades legítimas, buscar alegrar e deixar o dia deles melhor é uma ferramenta que abre portas.
  • Invista no relacionamento interpessoal
  • Goste de Conquistar Novos Relacionamentos
  • Tenha como alvo conquistar pessoas
Sucesso é 10% de inspiração e 90% de  transpiração!

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/

Tripé da Liderança Saudável


Enoque Caló
  "Dá ordens a Josué, e anima-o, e fortalece-o; porque ele passará adiante deste povo e o fará possuir a terra que tu apenas verás".
Deuteronômio 3.28

Esta foi a recomendação dada à Moisés no momento final de Sua Missão.
Fico admirado com este case pois Moisés havia assumido um compromisso, mesmo que a priori tenha pedido para que a missão fosse dada à outro, Deus o fez perceber que o Ministério limitado dado à Ele foi de propósito, talvez para o manter humilde. Arão, seu irmão, com habilidade na retórica, foi preparado para lhe completar na Missão.
Agora no fim da sua missão ele recebe instruções que deveria passar ao seu sucessor.
Esta talvez é uma das fases mais difícil numa transição de Liderança, como passar o bastão e não deixar escapar as instruções e nem tão pouco se sentir triste por ter chegado ao fim ou sentir um orgulho a ponto de dizer: Você que está assumindo que se vira nos trinta, quero ver se você sabe o suficiente como eu para segurar este projeto.
Quero ressaltar as recomendações e chamo-as do "Tripé da Liderança Saudável".

Primeiro : Dar Ordem.

Passe as instruções; oriente; detalhe a missão; cada etapa; cada situação importante para que o sucesssor possa ter o máximo de informação possivel para dar continuidade ao projeto.
Se consideramos a palavra ordem, poderemos nos prender aquela velha frase onde muitos dizem: "Manda quem pode e obedece quem tem juízo" quando na verdade não consigo vincular esta frase com qualquer proposta biblíca.
Ficar no campo da ordem é confortável para muitos líderes e alguns amarram sua perfomance de liderança nesta primeira instrução e tem dificuldade em prosseguir para as demais.
Só dar ordem é muito fácil e ainda cobraremos dos liderados a execução. Se usarmos somente esta ferramenta teremos uma série de dificuldades na gestao da Missão que foi colocada sobre nossas mãos.

Segundo: Encoraje - o

Perceba que a liderança completa também usa deste expediente para poder ter um bom resultado. No encorajar podemos atribuir as ferramentas, os instrumentos que serão necessários para levar adiante o Projeto.
Perceba que a falta de recursos pode ser um indicador de desencorajamento, desistimulo para continuar avançando.
Treine, prepare, invista recursos para que seus liderados ou sucessor possa se sentir encorajado para continuar na gestão do Projeto.

Terceiro: Anime - o

Como somos seres motivacionais precisamos ativar nosso ânimo, o próprio Cristo em diversas instruções nos alerta: "Anima- te, tem bom ânimo!"
Você já tentou trabalhar desanimado ou com alguém neste estado ?
No papel da Liderança saudável é necessário que estes três verbos estejam em sintonia para um resultado satisfátório.
Portanto, Líder e Gestor precisamos refletir como e, se estamos, usando o tripé da liderança saudável em nossos ministérios.
Aprenda com Moisés que mesmo sabendo que não completaria a missão em sua totalidade foi humilde o suficiente para preparar seu sucessor para dar continuidade ao Projeto através de ações inerentes à uma liderança saudável.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/

Você é ensinável?


Mathias Quintela de Souza
Ouvi de meu pai que um presbítero do Sul de Minas, pessoa simples, fez uma visita ao Pr. Eduardo Carlos Pereira, em São Paulo, um dos mais ilustres líderes evangélicos brasileiros do final do século XIX e início do século XX. O objetivo daquele irmão era aprender com o mestre que ele tanto admirava, mas ficou surpreso quando Carlos Pereira pediu licença para anotar idéias expostas pelo presbítero, com a justificativa de que eram muito importantes para aprofundar a sua compreensão de assuntos teológicos e práticos, úteis para o seu ministério. Carlos Pereira foi o que foi porque era ensinável. E nós? Se não somos ensináveis, o momento é oportuno para mudarmos de atitude para o bem da nossa vida cristã e do nosso ministério.

Todos os cristãos, principalmente os líderes, são discípulos permanentes de Jesus
O objetivo dos ministros da palavra que exercem funções apostólicas, proféticas, evangelísticas, pastorais e didáticas (Ef 4.11) é treinar todos os crentes para que estes exerçam o ministério e edifiquem o corpo de Cristo (Ef 4.12). Este treinamento prossegue “até que todos nós alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo” (Ef 4.13). Ora, qual de nós, em sã consciência, pode afirmar que já chegou á medida da plenitude de Cristo? Tendo em vista esse paradigma, podemos concluir que quanto mais maduro é um líder, mais necessidade ele sente de crescer.
Jesus não se faz de rogado como Mestre, pelo contrário, ele nos desafia: “Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas” (Mt 11.29). Com certeza pastores e líderes cansados, sobrecarregados, estressados, frustrados e desmotivados não estão sendo discípulos de Jesus. As experiências dos discípulos de Jesus são expressas de maneira bonita na poesia de um dos nossos hinos: Ao sentir-me rodeado de cuidados terreais,/ Irritado ou abatido, ou em dúvidas fatais,/ A Jesus eu me dirijo nesses tempos de aflição;/ As palavras que ele fala trazem paz, consolação.

Todos nós ensinamos e somos ensinados na comunhão do corpo de CristoJesus afirmou: “Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é o vosso Mestre, e vós todos sois irmãos” (Mt 23.8). Na igreja, corpo vivo, estamos todos unidos sob a cabeça, Cristo, e temos a mesma posição (irmãos), mas exercemos funções diferentes para servirmos uns aos outros. Para isto, precisamos estar sujeitos uns aos outros, por temor a Cristo (Ef 5.21). Assim, por exemplo, todos devem estar sujeitos ao pastor para que sejam ministrados e fiquem cheios do Espírito, mas o pastor deve estar sujeito a cada irmão, no dom que esse irmão tem, para que seja também ministrado e fique cheio do Espírito.
Jesus falou diretamente com Saulo no caminho de Damasco, mas o instruiu: “Levanta-te, entra na cidade, onde te dirão o que te convém fazer” (At 9.6). Saulo nada seria sem a ministração do piedoso Ananias, simples discípulo, no ambiente singelo de uma casa onde foi instruído, curado, batizado e ficou cheio do Espírito Santo (At 9.10-19). O mesmo aconteceu com Cornélio. Ele era temente a Deus, piedoso e generoso. Por isso, ouviu um anjo do Senhor numa visão extraordinária. Não foi ministrado pelo anjo, mas instruído a chamar Simão Pedro. A salvação de Cornélio e de toda a sua casa dependia da ministração desse homem que era apóstolo, mas ainda preconceituoso em relação aos gentios (At 11.4-17). No Antigo Testamento temos o exemplo de Eli, sumo sacerdote, que foi exortado por Deus mediante mensagem transmitida por Samuel, ainda adolescente (1 Sm 3).
Os dons do Espírito Santo visam a edificação da igreja (1 Co 12.5,11). Exercendo esses dons, todos os membros são administradores da graça para servir uns aos outros (1 Pe 4.10). Os que falam, devem ser fiéis na transmissão dos dons de comunicação (conhecimento, sabedoria, profecia, línguas, interpretação, exortação, ensino etc.) para que a palavra de Deus seja comunicada, todos sejam edificados e Deus seja glorificado (1 Pe 4.11). Sendo ensináveis, temos como líderes uma fonte inesgotável de aprendizagem e de crescimento na comunhão do corpo de Cristo, mas precisamos ser generosos para dar e humildes, para receber.

Todos nós precisamos aprender na escola da vidaO nosso Deus é soberano e usa as pessoas, circunstâncias e os recursos que ele quiser para o nosso preparo. José não teria sido a bênção que foi para o Egito e para o seu povo sem as experiências da escravidão e da cadeia. Deus não livrou os amigos de Daniel da fornalha ardente, mas estava com eles na fornalha, manifestou o seu poder e levou um monarca pagão a dar glória a Deus e a reconhecer a sua soberania.
O líder precisa discernir o que vem de Deus, daquilo que vem do maligno ou do mundo como sistema em rebelião contra o Reino de Deus. Melquisedeque não pertencia ao povo da aliança, mas era sacerdote do Deus Altíssimo, recebeu dízimos de Abraão e o abençoou. Por outro lado, o nosso pai na fé não aceitou nada do rei de Sodoma. Moisés, um servo de Deus que exerceu funções proféticas, sacerdotais e reais, foi ensinado por Jetro, seu sogro, que não pertencia ao povo escolhido (Ex 18.13-27). O conselho de Jetro foi perfeitamente assimilado por Moisés (Dt 1.9-18).
Exercemos como líderes funções administrativas e nem sempre estamos preparados para elas. Precisamos da humildade de Moisés, para ouvirmos dos Jetros atuais a afirmação: “Não é bom o que fazes” (Ex 18.17). Se não estivermos dispostos a rever e mudar, se necessário, os nossos paradigmas, não teremos odres novos para o vinho novo. Ou o vinho novo arrebenta os odres velhos, com prejuízo para ambos (Mt 9.17) ou o vinho se evapora dos odres velhos e as igrejas, como instituições religiosas, viram peças de museu.

Enquanto vivermos, deixemos de lado a presunção de que já sabemos tudo e aprendamos diariamente com Jesus, com os irmãos e com a vida. A auto-suficiência é heresia na vida cristã. “O saber ensoberbece, mas o amor edifica. Se alguém julga saber alguma coisa, com efeito, não aprendeu ainda como convém saber” (1 Co 8.1b-2).

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo