quinta-feira, 6 de março de 2014

Precisa-se de Líderes que liderem

Ednilson Correia de Abreu

Parece uma contradição o tema deste artigo, mas não é, pois existe um tipo de líder que tem o cargo ou a função de líder, mas na verdade, nos momentos em que ele precisa provar a sua liderança fazendo aquilo a que ele é chamado a fazer, ele simplesmente se esconde, desaparece, intimidade-se e se torna omisso e inoperante.
Temos assistido esta cena em nosso país. O caos aéreo serve como um exemplo clássico dessa realidade. Temos uma série de instituições, a começar do próprio presidente, ligadas ao setor. Cada instituição com os seus respectivos líderes, mas até agora nenhum destes se mostrou capaz de dar uma resposta adequada, assumindo sua liderança, trazendo àqueles que dependem de sua direção uma visão de solução para toda esta realidade terrível que vivemos nessa área.

Uma série de erros destes líderes têm se somado sistematicamente, levando até mesmo a perda de vidas.

Temos assistido apenas a desculpas esfarrapadas, desinformação, contradições, atitudes esdrúxulas e a falta de ações relevantes e concretas que tragam alguma esperança ou mesmo solução para o problema, pois se o sistema de navegação e transporte aéreo funciona em outros países, com um tráfego maior do que o nosso, por que não tem funcionando no Brasil?
Faltam líderes, pessoas certas para os lugares certos, fazendo as coisas certas. Sabemos que os verdadeiros líderes se revelam nos momentos de crise, nos momentos decisivos da vida. O contrário também é verdade, se alguém está exercendo a função de liderança em algum setor, mas não é líder de verdade, será reprovado na hora da crise, pois lhe faltarão os recursos para demonstrar sua capacidade de liderar o povo através dos tempos difíceis. Uma liderança não pode ser mantida baseada apenas em títulos acadêmicos, conchavos políticos ou pela verbosidade daquele que se diz líder, mas sim por atitudes reais que sejam capazes de conduzir aqueles que estão na dependência da liderança por um caminho que vislumbre uma luz ao final de tudo.
Ainda usando o caos aéreo como exemplo, de todas as instituições envolvidas diretamente com o problema nenhum líder foi capaz de se levantar e assumir suas responsabilidades, ficando um esperando ou empurrando o peso para o outro, a ponto de um assessor direto do presidente dentro do palácio presidencial se regozijar obscenamente com o fato de saber que aparentemente a tragédia de Congonhas poderia ter tido um razão mecânica e não estrutural, ligada diretamente ao governo. Esquecendo-se ele de que ainda que isso fosse verdade, não isenta o governo de suas responsabilidades sob uma situação que é muita mais ampla e caótica do que uma peça defeituosa em um avião, e que entre outras razões se deve a falta de liderança adequada do governo e suas instituições do setor aeroportuário.
Em síntese, tem faltado um líder de verdade, alguém que se levante diante da nação e assuma o peso dos erros, encare as responsabilidades e que busque e apresente soluções reais, independentemente de seu custo político ou financeiro, pois o que tem estado em jogo são vidas humanas e estas não têm preço. Em tudo isso fica também para todos nós, entre tantas lições, o exemplo de como não ser líder. Líder é aquele que lidera e que lidera principalmente nas horas críticas, nas horas de pânico, de terror, de caos. Líder é aquele que é capaz de se levantar no meio da fumaça e dizer vamos por ali, e segue na frente de todos.
Em qualquer estância ou nível de liderança a essência da liderança é a mesma. Portanto, em qualquer lugar as pessoas estão sempre esperando que alguém possa assumir liderança sobre elas. O mundo é assim e a história nos ensina isso.
Um bom exemplo bíblico dessa verdade encontra-se na história de Davi. Um dia ele juntou um grupo de homens, até então marginalizados, e assumiu a liderança sobre eles. A Bíblia diz: “Davi fugiu da cidade de Gate e foi para a caverna de Adulão. Quando seus irmãos e a família de seu pai souberam disso, foram até lá para encontrá-lo. Também juntaram-se a ele todos os que estavam em dificuldades, os endividados e os descontentes, e ele se tornou o líder deles. Havia cerca de quatrocentos homens com ele (2 Samuel 22.1-2)”.
Em 1 Samuel 30 encontramos um relato maravilhoso de como Davi foi capaz de, ao mesmo tempo em que sofria a dor e a pressão das circunstâncias, liderar os homens e ver a situação mudar. Seu segredo está na afirmação do final do verso 6: “Davi, porém, fortaleceu-se no SENHOR, o seu Deus.”
Davi enfrentou batalhas, incompreensões, inadequações e fraquezas pessoais, assumiu a sua parte. Mas Davi dependeu de Deus, andou na presença do Senhor. Deus o capacitou e ele transformou um grupo problemático e estigmatizado em conquistadores. Tornou-se rei e edificou um reino forte e estável em um tempo caracterizado pela instabilidade. Ele pagou um alto preço, mas assumiu sua missão de liderar em momentos decisivos.

Mais do que nunca, em todas as esferas da vida, precisamos de líderes que liderem.

Você tem sido um líder que lidera?

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.comhttp://ads.tt/U978

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo