sexta-feira, 23 de março de 2007

Trabalhando em Equipe

Trabalhando em Equipe

Por David Kornfield

No início de cada ano, peço a Deus que me dê uma passagem bíblica que expresse o coração e os propósitos dEle para mim nesse período. Desta vez Ele me deu Atos 13.1-3.

1 Na igreja de Antioquia havia profetas e mestres: Barnabé, Simeão,chamado Niger, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo.

2 Enquanto adoravam ao Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: "Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado".

3 Assim, depois de jejuar e orar, impuseram-lhes as mãos e os enviaram.

No primeiro versículo vejo uma equipe que funciona na base dos dons e chamado de Efésios 4.11, onde posição não interessa e sim função. Ela ouve a Deus e transmite o que recebe; é pequena (5 pessoas) e bem entrosada.

Vejo diversidade. Cada indivíduo é importante o suficiente para ser citado por nome, tendo algo especial para contribuir.

No segundo versículo vejo pessoas que servem ao Senhor, ministrando para Ele. Parceiros dEle e não apenas pessoas egocêntricas, aproveitando e sugando dEle na busca dos seus próprios interesses. Eles se davam para Jesus, e dando, receberam.

Jejuavam. Mortificaram a carne para que o espírito pudesse melhor se revelar e expressar. Watchman Nee, no livro Liberação do Espírito, diz que quando nossa carne e alma sofrem, quando estamos quebrantados, então o Espírito é liberado dentro de nós.

O Espírito fala e a equipe ouve, possivelmente através de uma palavra profética. Independente de como tenha sido, falou de uma forma tão clara que Lucas escreveu "disse o Espírito Santo". Senhor, eu quero tal equipe, tal coração, tal experiência. Quero Te ouvir claramente, junto com outros que possam confirmar o que estás dizendo.

Obrigado, Senhor, porque pude passar uma manhã com os que trabalham comigo em São Paulo, compartilhando o que sentíamos que Tu estavas nos dizendo individualmente através de versículos lemas para este ano. Obrigado pelo privilégio de cada um de nós ser ministrado em oração.

Obrigado pela alegre expectativa de repetirmos isso mensalmente: reunirmo-nos para ouvir cada pessoa e ministrar uns os outros em oração e através de Tua Palavra, segundo a orientação do Teu Espírito.

Na igreja de Antioquia, Tu separaste dois líderes, aparentemente os melhores, para ministério extralocal de fundar igrejas e colocar alicerces doutrinários e de liderança sadia nelas. Neste versículo "a obra a que os tenho chamado" não é tão claro.

De forma parecida, muito do que falas para mim não é tão claro no início (1 Co 13.12), mas a cada dia que obedeço a luz que tenho, Tu esclareces mais, como fizeste com Barnabé e Saulo.

A imposição de mãos quase sempre é seguida por uma expressão sobrenatural de Teu Espírito. Na igreja de Antioquia milagres, sinais e maravilhas não são citados, mas após esta imposição de mãos, expressões sobrenaturais passam a acompanhar o ministério de Barnabé e Saulo.

Foram enviados. Eu também preciso não apenas viajar e ministrar, mas realmente ter uma equipe que me envie, interceda e seja uma base à qual posso voltar.

Ao mesmo tempo, vejo que Barnabé e Saulo foram enviados como equipe. Eu também quero ministrar em equipe, como vejo no modelo apostólico no livro de Atos.

Perguntas de Reflexão para Sua Equipe

1. Qual o tema ou assunto que Deus está desenvolvendo em sua vida? Qual seria a passagem bíblica que expressa isso?

2. Qual a dinâmica de sua equipe que você mais gostaria que mudasse?

3. Quais seriam os passos na direção dessa mudança?

4. O que Deus tem dito para a sua equipe nestes dias?

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo