sexta-feira, 23 de março de 2007

Um líder estrela

Um líder estrela
Publicado em 07/06/04 às 16:39
Por David Kornfield

Têm-se aqui seis sugestões de relacionamento para se caminhar da condição de bom para astro brilhante.

A resplandecente Estrela da Manhã nos chama para sermos também estrelas a brilhar no meio de uma geração depravada e corrompida. Existem muitas estrelas, mas nem todas realmente brilham. Da mesma forma, há diversos líderes que são muito bons, mas raros aqueles que são excelentes e permanecem assim.

Rumo à excelência, devemos considerar seis relacionamentos fundamentais para nos transportar da condição de bom para estrela brilhante:

1. Jesus Cristo
2. Uma família saudável
3. Um líder pastoral
4. Uma equipe
5. Um grupo pastoral
6. Um co-líder (sucessor)

Visualizemos os seis itens acima através de uma estrela. O centro dela deve ser Jesus Cristo e nada pode tomar o seu lugar de destaque. Devemos estar e permanecer nele para fazermos a diferença e brilharmos.

Em segundo lugar, o líder estrela deve ter uma família saudável e nela deve estar expresso o mistério do amor entre Cristo e a Igreja, revelado no amor entre marido e mulher. Refletir o reino de Deus e desfrutar disso em casa é fundamental para a vida e ministério de qualquer líder pastoral (1Tm 3.2, 4-5,10; 5.8 ). A família pode ser visualizada como a ponta de cima da estrela, a ponta visível, pela qual as pessoas logo percebem se há saúde e alegria ou não.

Em terceiro lugar, o líder estrela tem um mentor que se importa com ele. Um mentor ou líder pastoral é alguém que fornece um ambiente de amor e aceitação,incentivando, exortando, desafiando e provocando uma transposição do ordinário para o extraordinário. Pode ser visualizado como um dos pés que alicerçam a estrela.

Em quarto lugar, é muito proveitoso ter uma equipe que vai aonde, às vezes, o líder não consegue chegar sozinho, que caminha junto a ele e segue em frente. Não só ajuda no desempenho do ministério, mas também serve de apoio nos momentos em que o desânimo abate a liderança. Uma equipe pode ser visualizada como a ponta na frente da estrela, pois ajuda a abrir um novo território no reino de Deus.

Em quinto lugar, o líder estrela precisa de um grupo pastoral que o ame, aceite e nutra, ajude na prestação de contas e ande junto no dia-a-dia, encorajando, fortalecendo e, quando preciso, confrontando em amor. O grupo pastoral pode ser visualizado como a ponta da estrela que está na retaguarda, nos bastidores, como sustentáculo.

E em sexto e último lugar, um excelente líder tem um co-líder um sucessor, um escudeiro que o protege, o seu braço direito. Ele pode ser visualizado como um segundo pé da estrela, no qual pode manter o equilíbrio e ser um líder vencedor. Junto ao líder pastoral, fornece uma base firme para alcançar o sucesso almejado.

Quantos desses seis relacionamentos funcionam bem em sua vida? Realmente vale a pena investir nessas áreas. Receberemos um retorno bem maior que nosso investimento. Se houver alguma ponta da estrela que nem existe em sua vida, corra atrás! Não fique acomodado, não se contente em ser apenas bom. Honestamente, a maioria dos líderes tem fraqueza na área da família, enquanto, muitas vezes, as outras pontas sequer existem! A Bíblia diz que se buscarmos, encontraremos. Se procurarmos, acharemos. Se batermos à porta, abrir-se-nos-á (Mt 7.7). Se não desistirmos, se realmente formos sérios em nossa procura, Deus acabará revelando-nos quem deve preencher a lacuna que existir nessa estrela.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo