domingo, 1 de julho de 2007

Liderança se aprende na vida

Nem livros, nem palestras, muito menos gurus intelectuais. A grande escola para se aprender a liderar é a vida. Pelo menos essa é a opinião de um especialista no assunto, o escritor James Hunter, que esteve no dia 27 de junho no Espírito Santo, para participar do Seminário Internacional sobre Liderança, que teve o apoio da Rede Gazeta, no Centro de Convenções de Vitória. Autor do best-seller "O monge e o executivo", ele afirma que as teorias existentes sobre como ser líder, nada mais são do que repetições de conceitos referentes aos valores e ao caráter, aprendidos no dia-a-dia, na sociedade, com a família, com os amigos, com a Bíblia.
"Há um livro que diz: ‘Tudo que preciso saber aprendi no jardim de infância’. E é verdade. Valores como respeitar o próximo, tratar bem as pessoas, ser honesto, perdoar, fazer o melhor, entre outros valores, tudo aprendemos quando éramos crianças. Acontece que esquecemos e precisamos estar relembrando essas coisas o tempo todo", ressalta.
Para Hunter, há um equívoco em achar que cursos irão formar um líder. "Tem gente que acha que por fazer um MBA vai exercer uma ótima liderança. Conheci pessoas que tinham inúmeros cursos, mas eram péssimos líderes. Liderar é a arte de influenciar pessoas. Fazemos isso o tempo todo. A grande diferença é: você é um líder eficiente? As pessoas estão felizes com sua atuação?", enfatiza.
Para o consultor, a família é a mais importante instituição onde se é possível praticar a liderança. "Existem casais que se comprometem em dar 50% de si para o outro. Está errado. É preciso dar 100%. Na vida corporativa o líder precisa estar 100% comprometido com a empresa. O marido deveria falar para a esposa, ‘Me diga duas coisas que preciso mudar para você se sentir mais amada’ e, para os filhos, ‘Me diga duas coisas que tenho que mudar para ser um melhor pai’. Você irá se surpreender com as respostas. O mesmo dever ser feito com seus liderados na empresa. Pergunte a eles como tem sido a seu trabalho como líder", orienta.
A grande dificuldade, segundo James Hunter, é que para que haja uma melhora na forma de liderar, é preciso que haja mudanças, o que é muito difícil. "Você gostaria de trabalhar para si mesmo? Devemos tratar as pessoas do mesmo jeito que queremos ser tratados. Esse ensinamento foi dito há mais de dois mil anos por Jesus Cristo, o maior líder que já existiu. Para melhorar é preciso mudar e só conseguimos isso com a prática. Cristo ficava chateado não com as prostitutas ou os marginais, mas sim com os doutores da lei que sabiam sobre Deus, mas não colocavam esse conhecimento em prática", analisa.
Caráter . De acordo com Hunter, a maior virtude de um líder é o caráter. O consultor estima que, ao longo do dia, tomamos cerca de 1.500 decisões com base em nosso caráter. E é exatamente ele que nos diferencia dos animais. "Caráter é o que você faz no escuro quando ninguém está te olhando. É quando você atinge a sua maturidade moral. Liderar é o caráter em ação".

É preciso valorizar em vez de explorar

O consultor James Hunter também defende a idéia de que a pior estratégia para liderar é usar a força, a pressão, o poder. Isso é diferente de autoridade. "Minha mãe é bem velhinha. Mas, mesmo eu sendo fisicamente mais forte, ainda assim ela exerce uma autoridade enorme sobre mim. Ela conseguiu isso porque ao, longo dos anos, procurou servir. Quando usamos o poder para forçar as pessoas a nos ajudarem, elas não o farão de coração e, quando chegar o momento, irão embora de nossas vidas. Mas quando exercemos uma liderança servidora, ganhamos autoridade e nossos liderados realizam suas atividades de boa vontade", acredita.
Para o consultor, é fundamental valorizar as pessoas. "Uma vez ouvi Madre Teresa de Calcutá dizer que ‘as pessoas querem mais valorização do que pão’. E olha que ela conheceu pessoas famintas. Os líderes têm que valorizar seus liderados, dar a eles coragem. Gestão é o que você faz. Liderança é o que você é. Gerentes vêem os profissionais do pescoço para baixo, porque estão preocupados com a produtividade. Já os líderes vêem do pescoço para cima, porque se preocupam com as idéias. Podemos mudar. Só melhoraremos se mudarmos. É hora de servir. Nós precisamos dar o exemplo", finaliza.

Conceitos de liderança de James Hunter


  • Aprender no dia-a-dia. Liderança é algo que se aprende no dia-a-dia, na sociedade, com a família, com os amigos, com a Bíblia.
  • Faculdade não forma líderes. Fazer um MBA não garante um bom líder. Liderar é a arte de influenciar pessoas. A grande diferença é se você é um líder eficiente e se as pessoas estão felizes com sua atuação.
  • É preciso estar comprometido. Assim como na família, o líder precisa estar 100% comprometido com a empresa.
  • Perguntar é necessário. O líder deve perguntar aos seus liderados o que eles estão achando de seu trabalho.
  • Mudanças são essenciais. Para melhorar é preciso mudar e só conseguimos isso com a prática.
  • Tratamento VIP. Devemos tratar as pessoas do mesmo jeito que queremos ser tratados.
  • Caráter faz a diferença. Caráter é o que você faz no escuro quando ninguém está te olhando. Liderar é o caráter em ação.
  • Nunca usar o poder. O uso do poder, cedo ou tarde, afasta as pessoas. Mas uma liderança servidora, conquista as pessoas.
  • Valorizar sempre. As pessoas querem mais valorização do que pão.
  • Gestão é diferente de liderança. Gestão é o que você faz. Liderança é o que você é.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo