segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Assertividade

AssertividadeSer assertivo é gozar os nossos direitos na plenitude, é expressar os nossos sentimentos, é pedir aquilo que queremos e expressar os nossos pontos de vista, de modo directo, com integridade, honestidade e respeito pelos outros. Para quem podemos ser assertivos? Para nós próprios, para a nossa família, para os nossos amigos, para a nossa rede de contactos e relacionamentos, para os nossos clientes, para os nossos colegas, para a nossa equipa, para os nossos gestores, para os nossos líderes, para os nossos subordinados, enfim para todas as pessoas com que contactamos diariamente. Quando somos assertivos melhoramos a nossa integridade porque estamos a ser honestos connosco e com os outros. Ao manifestarmos aberta e honestamente perante as outras pessoas, como nos sentimos, o que pensamos e do que precisamos, estamos a criar condições para as influenciar positivamente de modo proactivo. Por todas estas razões, o comportamento assertivo é um tipo de comportamento que facilita a comunicação por parte de quem lidera. Um Líder assertivo, em termos de comunicação, terá a seu favor todas as condições para o seu sucesso e para o sucesso da sua Equipa.

 

Assertividade também significa equilíbrio, na medida em que um comportamento assertivo equilibra as necessidades dos outros com as nossas próprias necessidades, de acordo com a nossa avaliação das prioridades em causa. Ser assertivo é tratar as outras pessoas como nós próprios gostaríamos de ser tratados. Existem dois tipos de comportamentos alternativos à assertividade: são os comportamentos não assertivos (quando maioritariamente colocamos as necessidades dos outros à frente das nossas) e os comportamentos agressivos (quando maioritariamente colocamos as nossas necessidades à frente das dos outros). A grande vantagem da assertividade é a de gozar das vantagens de qualquer dos comportamentos alternativos, sem que tenha qualquer das suas desvantagens.

 

Assertividade é uma atitude que honra quer as nossas escolhas, quer as das pessoas com quem comunicamos. Ser assertivo não é ser passivo e também não é ser agressivo ou impetuoso com o intuito de levar os outros à submissão. É antes uma atitude que visa a obtenção e troca de opiniões, com o intuito de desenvolver um quadro de completa compreensão da situação, negociando uma situação em que ambas as partes acabem por ganhar. Por certo todos nos lembramos de situações onde, a posteriori, desejaríamos ter actuado de modo diferente, onde sentimos que deveríamos ter falado em vez de ficar calados, ou onde perdemos a nossa moderação e dissemos mais do que aquilo que devíamos dizer. Quaisquer que tenham sido essas situações, o que elas tiveram em comum foi que nos deixaram ficar desconfortáveis e frustrados. Porque permanecemos calados? O que nos impediu de dizer o que pensávamos? O que é que nos fez perder a moderação?

 

Estes exemplos ilustram os dois tipos de comportamento alternativos à assertividade, ambos ineficazes e disfuncionais, e demonstram uma quebra de comunicação. Uma alternativa para evitar este tipo de comportamento passa por uma resposta assertiva, a qual, na maioria das vezes, oferece uma abordagem eficaz para lidar com situações profissionais, sociais ou familiares. Cada pessoa tem a sua própria maneira de lidar com as situações que se nos deparam no dia-a-dia, mas a maneira como o fazemos depende de muitos factores: as nossas percepções sobre a situação em causa, o contexto, as pessoas envolvidas, o tipo de relacionamento e o modo como o nosso comportamento nos condicionam. De acordo com Albert Mehrabian, o maior impacto daquilo que dizemos resulta da nossa linguagem corporal. Segundo este Professor de Psicologia, em média, quando avaliamos se alguém está a ser sincero naquilo que diz, em 55% dos casos somos influenciados pela sua linguagem corporal, em 38% dos casos somos influenciados pela sua voz e apenas em 7% dos casos somos influenciados por aquilo que foi dito. Para se ser assertivo é pois imperativo que aquilo que dizemos seja "confirmado" pela nossa linguagem corporal.

 

A assertividade pode classificar-se como sendo a arte da comunicação efectiva, na medida em que é essencialmente acerca de sabermos que temos o direito de escolher as respostas que damos, bem como o momento em que o fazemos, sem infringirmos os direitos dos outros. Assertividade é expressarmos os nossos pensamentos, sentimentos e crenças de uma maneira directa, honesta e adequada. Isso implica que tenhamos respeito por nós próprios, bem como pelos outros. A assertividade permite influenciar, ouvir e negociar, duma maneira em que os outros aceitam cooperar de livre vontade. Podemos nem sempre nos sentir satisfeitos com a nossa resposta e com aquilo que sentimos, mas querendo e treinando algumas técnicas simples, poderemos fazer algo de positivo para alterar o nosso comportamento para um comportamento mais assertivo. Para avaliar do seu grau de assertividade, poderá fazer este Teste de Assertividade (em inglês).

 

Mário Santos

Economista, Consultor de Liderança e Formador

Blogged with Flock

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo