segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Liderança e Credibilidade

Liderança e CredibilidadeA credibilidade é a fundação para o sucesso da liderança e resulta da conjugação de factores como a honestidade, a visão, a competência e a inspiração do líder. Sem credibilidade, a visão desvanece-se e sem visão perde-se a direcção estratégica da empresa ou organização.

 

Credibilidade é uma qualidade, a qualidade daquilo que é crível, ou seja daquilo que é acreditável. A credibilidade ganha-se, consolida-se e reforça-se através da dinâmica humana da confiança. Um líder credível respeita, é respeitado e faz com que os seus colaboradores se respeitem a eles próprios. Enquanto o respeito pode ser adquirido pela posição que se ocupa, a credibilidade tem de ser conquistada, pois liderar não é simplesmente deter o poder: é bem mais complexo que isso.

 

A "credibilidade" da liderança confere-lhe a dimensão de honestidade que lhe dá o estatuto de liderança "verdadeira". Numa era de competitividade e desafios crescentes, onde o que interessa é o pensamento estratégico adequado, a liderança da mudança, a clareza de objectivos e valores, a boa liderança não poderia ser mais importante. Neste contexto, a percepção que temos de nós próprios, assim como a percepção que temos dos nossos relacionamentos com as outras pessoas, recordam-nos alguns conceitos já abordados sobre os domínios da Inteligência Emocional. Qualquer líder que seja credível como pessoa verá a sua liderança sair positivamente reforçada.

 

Sem credibilidade, o poder inerente à posição dum líder não terá qualquer valor. A credibilidade dum líder pode ganhar-se:

 

- Através da maneira directa e não furtiva como comunica "olhos nos olhos" com os seus colaboradores;

- Através dos reflexos positivos e exemplo decorrentes da imagem causada pela sua presença física;

- Através da partilha de valores e experiências com os seus colaboradores;

- Ouvindo e apreciando os pontos de vista dos outros, mesmo e sobretudo quando diferentes do seu próprio ponto de vista;

- Quando as suas atitudes e acções servem a finalidade e objectivos da equipa, ao mesmo tempo que demonstram valor acrescentado;

- Quando o líder é inspirador e actua como um sustentador de esperança junto dos seus colaboradores.

 

O espírito da equipa reflecte o espírito da sua liderança. Normalmente a um líder positivo e entusiástico, corresponde uma equipa igualmente positiva e entusiástica. Apresentam-se de seguida algumas boas práticas que poderão auxiliar um líder a ganhar e consolidar a sua credibilidade, ao mesmo tempo que reforça a sua eficácia nessa função. Em cada tópico, as boas práticas listadas não se encontram por qualquer ordem de relevância, na medida em que todas são igualmente importantes e todas deverão ser implementadas sempre que possível e adequado.

 

Boas práticas relacionadas com o próprio líder

 

- Ser ele próprio e não alguém que gostaria de ser;

- Ser honesto e dizer sempre a verdade;

- Ser confiante;

- Ser entusiástico;

- Ser específico;

- Ser paciente;

- Admitir quando se erra;

- Nunca delegar uma tarefa que não desejasse executar;

- Não se preocupar com as coisas que não pode controlar;

- Manter sempre a abertura de espírito;

- Estar sempre preparado para tudo;

- Saber descontrair;

- Manter a calma em qualquer circunstância, mesmo que alguém seja agressivo com ele;

- Nunca dizer nunca;

- Não concentrar toda a sua energia nas oscilações de curto prazo;

- Manter-se focado nos objectivos de longo prazo;

- Utilizar comparações e exemplos para ajudar a clarificar aspectos de mais difícil compreensão;

- Não arranjar desculpas;

- Evitar ser sarcástico;

- Evitar exagerar;

- Assegurar que a linguagem corporal está em sintonia com aquilo que diz;

- Pedir esclarecimentos sempre que não entenda uma ideia ou opinião;

- Dar sempre respostas curtas e directas.

 

Boas práticas relacionadas com a equipa e com os colaboradores

 

- Trabalhar com o que se tem, não com aquilo que gostaria de se ter;

- Utilizar os nomes das pessoas sempre que se dirigir a elas;

- Começar e acabar as reuniões à hora marcada;

- Permitir que cada membro da equipa fale sem ser interrompido;

- Não permitir que os colaboradores manifestem apenas críticas negativas;

- Orientar os seus colaboradores no sentido de, sempre que apontarem problemas, indicarem formas de resolução;

- Nas reuniões ir fazendo pontos de situação, para fazer ressaltar os aspectos mais importantes;

- Gerir as reuniões sem perder de vista a agenda de trabalhos e os objectivos da mesma;

- Olhar as pessoas nos olhos sempre que comunique com elas;

- Indagar as opiniões e ideias dos colaboradores que passam mais despercebidos;

- Não desacreditar ideias de outras pessoas só porque não concordamos com elas;

- Permitir aos colaboradores aprenderem com os seus próprios erros;

- Influenciar a equipa utilizando lógica e convicções sinceras, não com a autoridade;

- Não permitir ataques verbais, nem a si, nem entre colaboradores da sua equipa;

- Utilizar o humor e divertir-se sempre que possível, encorajando a equipa a fazer o mesmo;

- Recompensar os colaboradores por um trabalho bem feito;

- Tratar os outros com amabilidade;

- Encorajar os membros da equipa;

- Confiar nos colaboradores.

 

Boas práticas relacionadas com a liderança

 

- Liderança é responsabilidade, não prestígio;

- Desenvolver líderes através do exemplo da boa liderança;

- Utilizar a liderança como uma forma de apoio e não de coacção.

 

No link que a seguir se apresenta, poderá proceder a um autodiagnóstico relativamente ao grau de credibilidade da sua própria liderança. Como todos os testes, haverá vantagens e inconvenientes, mas mais importante que o resultado são as indicações que daí decorrem e as medidas que poderemos tomar para melhorar a nossa credibilidade como líderes, visto que, em limite, a perfeição é utópica e existe sempre espaço para melhoria. Basta acreditarmos nisso, querer e ter a motivação para efectivamente melhorar. Isto é válido para qualquer competência pessoal ou profissional que queiramos desenvolver.

 

Credible Leadership Questionnaire (em inglês)

 

Mário Santos

Economista, Consultor de Liderança e Formador

Blogged with Flock

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo