terça-feira, 24 de janeiro de 2012

O líder e a comunicação eficiente


Oswaldo Luiz Gomes Jacob
O filósofo Aristóteles ensinou aos seus discípulos que uma comunicação eficiente depende de três substantivos: Ethos, Pathos e Logia. São três palavras gregas muito pertinentes. Achei esta colocação sugestiva e gostaria de examiná-la com você na perspectiva da liderança cristã. Presenciamos o surgimento de lideranças comprometidas com o status e com um personalismo que têm feito muito mal à Igreja de Jesus. Vamos examinar cada substantivo para o nosso proveito como líderes cristãos, comprometidos com o Senhor Jesus.
Ethos significa ética, integridade, retidão. A nossa comunicação deve ser pautada na verdade, integridade, retidão e coerência. A nossa postura deve ser caracterizada pela integridade. Revelar quem realmente somos é uma demonstração do modo ethos de viver. Então, viver eticamente quer dizer que estou comprometido com a integridade, com uma postura retilínea. Jesus é  o nosso exemplo do ser ético. Sabia o momento de falar e o momento de calar. Suas manifestações eram verdadeiras. O seu ser era coerente com o seu viver. Palavras e ações eram sincronizadas. Ele nos ensinou que a palavra do cristão deve ser "sim, sim; não, não" (Mt 5.37). Viver de modo autêntico, íntegro e coerente era normal em Jesus. A Sua autoridade estava calcada na ética do Pai. Ele era e é a verdade revelada.
Pathos é o segundo substantivo na comunicação do líder cristão. Quer dizer empatia, simpatia, sensibilidade para com o outro. O líder cristão é movido pela sensibilidade em entender as pessoas. Ele deve tratar as pessoas com empatia, com a sensibilidade de Jesus. Todas as suas relações devem ser caracterizadas pela maneira fácil de conviver com o outro. Jesus era movido por íntima compaixão, principalmente para com os necessitados. Jesus chorou ao ver os habitantes de Jerusalém mergulhados na incredulidade; chorou ao saber da morte de Lázaro e foi muito sensível aos enfermos, aos rejeitados pela sociedade da Palestina. Diante da fome do povo que O acompanhava, Ele multiplicou pães e peixes. O coração do Mestre era movido pelo pathos, por uma profunda compaixão.
O terceiro elemento de uma comunicação eficiente é a logia, isto é, a palavra, a linguagem acessível, fácil. A palavra tem vida. Ela é semente. Comunica ética e sentimento. A nossa palavra deve ser sempre temperada com sal para sabermos comunicar de forma eficiente. Também, equilibrada, cheia de sabedoria. Deve haver coerência nas palavras que utilizamos para comunicarmos pensamentos, ideias e conceituações. Jesus é o fundamento da palavra que comunicamos às pessoas, sempre carregada de ética e paixão ou empatia. A comunicação do líder pressupõe clareza e profundidade. A palavra que uso na comunicação deve ser produto do que sou verdadeiramente.
Como líderes, sejamos eficientes em nossa comunicação utilizando o ethos, o pathos e a logia. Três substantivos de uma comunicação bem sucedida. Que haja em nossas relações integridade (sinceridade), empatia (sensibilidade) e palavra coerente (lógica, racional). A sabedoria em nossa comunicação como lideres está no uso correto desses três substantivos. O Pai nos revelou na Sua Palavra a ética, a empatia e a coerência visando uma liderança eficiente neste mundo. Os súditos do Reino têm estes traços bem definidos. Sejamos líderes assim.  

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Grupos do Google
Receba em seu e-mail, Textos Reformados Selecionados
E-mail:
Visitar este grupo